[ editar artigo]

4 lições da Queen B em Homecoming que você pode aplicar na sua carreira ou estudos.

4 lições da Queen B em Homecoming que você pode aplicar na sua carreira ou estudos.

Nesta sexta-feira, dia 31 de Julho, ninguém menos que Beyoncé Giselle Knowles-Carter lança mais uma produção aclamada: Black is King. O filme, produzido, dirigido e estrelado por ela, será lançado exclusivamente no serviço de streaming Disney+, que continua indisponível no Brasil até Novembro. Então, sendo parte da dedicada da Beyhive - a famosa e gigantesca fanbase da cantora - decidi fazer a coisa mais lógica pra quando seu artista favorito lança um novo projeto, que é fazer uma maratona todos os anteriores! 

Depois acompanhar seus shows incríveis do começo ao fim em seus dois projetos The Beyoncé Live Experience e Beyoncé’s I Am World Tour, assisti seu documentário de 2013, Life is Nothing But A Dream, onde Bey oferece uma experiência mais intimista para os telespectadores, uma chance de conhecer mais sobre a cantora, sua história e vida pessoal.  

Mas toda vez que assisto sua última grande produção (uma vez por semana), Homecoming na Netflix, onde ela documenta todo o show, processo e backstage do famoso ‘Beychella’, eu sinto como se estivesse tendo uma aula! As lições e pensamentos que a artista compartilha são muito valiosos. Por isso, separei as 4 principais lições que podemos aprender com a Queen B em Homecoming: 

 

1. Visualizar é preciso! 

Beyoncé mostra que desde o início do planejamento do Beychella, ela sabia exatamente qual seria o produto final, meses antes da performance ela já ensaiava com sua equipe o show início ao fim. Ela visualizou o futuro e viveu ele no presente, executou tudo com tanta certeza de onde ela queria chegar, que sua visão se tornou realidade. 

 

2. Preparação e intenção.

Dizem que sorte é quando a oportunidade encontra a preparação. Bey sabia que além do show, ela estaria dirigindo um documentário sobre o mesmo para a Netflix e ainda produzindo um álbum com o material. Ela se preparou para tudo, todas as cores, posicionamento, coreografias, luzes, figurinos, escolha da orquestra, tudo foi intencional e calculado para que o produto final fosse como ou além do esperado.

 

3. Foco, foco e mais foco!

A Queen B já é conhecida por seu perfeccionismo e ética de trabalho, mas nesse último documentário podemos ver um pouco dessas características ainda mais em evidência! Ela conta como seu corpo mudou após dar à luz a seus gêmeos, também sobre a dieta rigorosa e sua rotina de exercícios para poder chegar onde precisava fisicamente para a realização da performance. Ela fala sobre suas dificuldades iniciais, “No começo, havia tantos espasmos musculares e meu corpo não estava conectado. Minha mente não estava lá. Minha mente queria estar com meus filhos. O que as pessoas não vêm é o sacrifício.

 

4. Respeite seus limites.

Sim, é preciso sacrificar muitas coisas, manter o foco e se cobrar mais do que o normal para que seja possível alcançar certos objetivos. Mas podemos aprender com Beyoncé que também precisamos conhecer e, acima de tudo, respeitar nossos limites. Ela compartilha o que aprendeu sobre seus limites, “Definitivamente, me esforcei mais do que sabia que conseguia... e aprendi uma lição muito valiosa: não irei nunca mais me forçar tanto assim novamente

 

Tá aí! Visualize, se prepare, tenha foco e respeite seus limites sempre! A última sugestão que eu posso deixar pra você é: se você ainda não assistiu Homecoming na Netflix, assista! 

Ler matéria completa
Indicados para você